23 maio 2013

Ao seu destino


Foi ela, ao seu destino
Feito gota, imagem de ser alguém,
esvoaçando no pedaço redondo do meu ver
pingando, amiúde, no meu pensar:
todas as cadência resultam
no voar das ondas, ao meu ver,
quebradiço pelas moléculas da vida.

Sentia-a, como se na minha pele se alojasse
a frieza daquela queda; 
a mim, muita minha, a sinto,
queimante por de menos me ver, aqui.

Vejo-a, cintilante, dividida
no meio do todo
tal airada, nas terras do mar.

Carolina Cordeiro, 34 anos, Ponta Delgada, São Miguel, Açores

Sem comentários:

Enviar um comentário