21 abril 2013

E voou


Era uma vez um rapaz que queria voar.
Experimentou balões de criança, asas emprestadas, tapetes do oriente, até pelo vento se deixou levar. Mas não, nem um dedo do chão os pés ousaram levantar.
Triste, desistiu, teria mesmo que andar pela terra e apenas contemplar os pássaros no ar, que lá em cima mostravam postura de tudo reinar.
Um dia, leu um livro, dois, três, muitos sem parar. Levantou voo, tão alto que ninguém o conseguiu alcançar.

Bau Pires, 50 anos, Porto

Sem comentários:

Enviar um comentário