10 março 2013

TEMPOS DIFÍCEIS

Este é um momento terrível! Um sufoco!
Que é feito de ti? Em que bolsos te tens detido? Onde te tens escondido?
Sempre que consigo ter um pouco, insistes em fugir-me entre os dedos, sem que sequer dê por isso.
És pouco, eu sei! Contudo, temos de comer. O que sobrou? Meu Deus!...
Tempos duros estes!... em que expões nossos desgostos…
É por isso que estes momentos surgem sempre retorcidos, feridos de orgulho,
num desespero sem fim…

 Graça Pinto – Almada

Sem comentários:

Enviar um comentário