12 março 2013

SETE É NÚMERO SOL



Sete é número sol. Cheio de fulgor. Quente. Número sentido, por vezes sem sentido. Lírico, como os sinos num concerto eufórico, corrido, só com o céu por limite.
Sete, disseste? Sete com dez vezes sete?!...
Um trompete soou nos meus ouvidos. Tímido, receoso. Insinuo-me. Ouso. O som límpido rompeu, enfim, o nevoeiro, enriqueceu-me os sentidos, limou os gestos, replicou sugestões, virou festim e voou. Solto. Ébrio. Licor de cores íris. Rubro. Eis o universo. Glorioso. Estou livre!

Edite Esteves, 67 anos, Palmela

Sem comentários:

Enviar um comentário