13 março 2013

Pó no trilho


Gostei de te ter por perto. Sentir o teu cheiro envolvendo-me, cheio de ditosos prenúncios. Quis ser, por ti, como o sol é do universo, em todos os nervos do meu ser esse desejo. Senti esse espectro em momentos de desespero, de medo. E em todos os outros momentos os teus dedos no meu peito, em mim, no meu todo. Esse tempo morreu. De ti, um sorriso no escuro perdurou. O resto é somente pó no trilho.

Alexandra Rafael

Sem comentários:

Enviar um comentário