18 março 2013

Olho o céu


Olho o céu e deixo as estrelas invadirem-me. A escuridão cega-me, porque não suporto mais viver num céu onde cada estrela perde o ser valor. Olho o céu e deixo que o sol me queime. A brisa do vento passa suave e perco-me em cada arrepio dado. Já não suporto viver de fachadas, viver de palavras, viver num mundo que não o meu. Já não suporto mais escrever o que escrevo, e ouvir o que não digo. 

Ana Sofia Cruz, 15 anos, Portugal

Sem comentários:

Enviar um comentário