02 março 2013

Montanha


Sagrada a água da fonte que na montanha nascia. Da branca paisagem, vislumbrava-se um minúsculo e aguçado cume.  O nevão fora intenso e águas geladas espelhavam as estrelas sobre o caminho. Por entre a vegetação surgiu um esquilo, vindo de oriente no escuro que a noite vestia. No dia seguinte mal a manhã acordou na floresta o sol brilhou, e caiu a bolota mais saborosa deste inverno. Nem a noite secou a fonte, nem o sonho adormeceu.

Alda Gonçalves, 45 anos, Porto

A noite caiu, e na manhã seguinte, a oriente, surgiu por sobre as águas o cume aguçado e minúsculo da montanha sagrada.
Hermann Hesse in contos Maravilhosos (O Europeu) – tradução de Isabel de Almeida e Sousa

Sem comentários:

Enviar um comentário