20 março 2013

Eterna espera


OS + OL + BA + TE + ME + NA + CA + RA

O sol bate-me na cara. Levanto OS Olhos devagar, procurando-te na imensidade da praia. Não estás. 
Deixo que o rumor das ondas me em
BAle enquanto TE espero. 
De novo, olho em volta. Acreditei que virias. Sim, desta vez virias, mas foi mais uma 
MEntira. 
o tomo jeito. Fazer o quê? 
Sinto o 
CAlor na caRA, mas nem isso me alivia este frio que me devora por dentro. 
Sei que não virás, mas permaneço ali numa eterna espera.

Quita Miguel, 53 anos, Cascais

Sem comentários:

Enviar um comentário