04 março 2013

Era Outubro


Era Outubro quando do céu caíram os primeiros flocos de neve. Junto à janela, perscrutavas, do profundo dos teus frios olhos, o branco que irrompia lá fora. Todos os outros, com mágoa, tinham partido para longe. Restava eu, apenas, e tu. E todos os dias espreitava o teu semblante, e via a tua incerteza crescente, que te gelava a cada dia, como se a morte te esperasse. Não te julgues mais. A mim nunca me desapontarás.

Inês Costa, 19 anos, Massamá, Sintra

Miguel Torga “Cegarrega” em Bichos.
A morte que a espreitava já, com os olhos frios do Outubro.

Sem comentários:

Enviar um comentário