22 março 2013

ENIGMA


Vesti uma camisa florida e saí p’la manhã. 
Não havia nuVEns, o tempo eSTava perfeito. Chegou a primavera, tudo florIU, MArcando os jardins de vários CAmbientes.
Ao longe, crianças caMInhavam alegres e SAltitantes, as aves FLutuavam acORdando devagar.

Nada nem ninguém parecia ter IDade. SAEm pelos caminhos SApientes "IPs" LAnçando poéticos MAdrigais escritos com os primeiros raios de sol.

Olho a minha imagem e sigo. CamiNHo. Ah!, mas não sei p'ra onde vou nem sei quem sou.

 
Rosélia Palminha, 65 anos, Pinhal Novo 



Sem comentários:

Enviar um comentário