19 fevereiro 2013

S. Pedro do Sul a braços com o desafio nº 34


A RUA DAS FRASES 
No verão, a Sofia passou na Rua das Flores e viu que estava tudo cheio de frases aconselhadoras.
Entusiasmada com aquele sítio, foi, imediatamente, chamar a sua amiga Petra. Ela nem queria acreditar!
Todas atrapalhadas, ficaram na esquina, o dia todo, para nunca mais se esquecerem das frases que consolam os pacientes.
Passou por ali um senhor que adorava aquele simples sítio, o que consola os visitantes.
Connosco ninguém ralha, pois aqui acontece sempre o melhor. Maravilha!...
Raquel Pinheiro, 6.º C, n.º 17, 11 anos, ESPS – Escola Básica N.º 2 de S. Pedro do Sul – Prof. José Soares


BEATRIZ
Beatriz estava a passar um mau bocado.
Decidi procurá-la, com umas amigas. Íamos consolá-la, dar-lhe certos conselhos.
Não a encontrávamos
Ficámos atrapalhadas mas tínhamos de ser pacientes. Procurámos em muitos sítios, até a vermos na esquina duma casa. Estava escondida. Acontece!
– É simples! Vamos-te contar: aconteceu o mesmo connosco, mas esquecemos!
– É o que tens de fazer: lê umas frases do livro que te dei e para de ralhar! Só te viemos dar um ombro amigo! Queres?...
Filipa Bispo, 6.º C, n.º 6, 11 anos, ESPS – Escola Básica N.º 2 de S. Pedro do Sul – Prof. José Soares

PEDRO
O Pedro gostava de contar a sua vida simples, escrevendo frases.
Com as suas histórias também consolava e aconselhava as pessoas, à sua maneira.
Um dia, quando saiu, aconteceu que se esbarrou numa das esquinas da escola; bateu com a cabeça no ombro de um amigo.
Começou a ralhar com ele mas o outro disse-lhe, calmo:
– Vem connosco! Vamos a uns sítios, isso passa!...
Atrapalhado, foi. Procurou esquecer aquela valente cabeçada.
Pacientes, passearam, até ficarem  muito cansados.
Maria Fernandes, 6.ç C, n.º 11, 11 anos, ESPS – Escola Básica N.º 2 de S. Pedro do Sul – Prof. José Soares

Sem comentários:

Enviar um comentário