04 fevereiro 2013

O Hugo

O Hugo nascera na aldeia, onde as casas pareciam casinhas de bonecas.
As ruas estreitas escondiam encantos onde nas sombras da noite pareciam nascer histórias de encantar.
Um dia chegou a casa e os pais estavam numa azáfama a empacotar os haveres que eram parcos e velhos.
Iam viver para a cidade! Lá partiram, malas aviadas e muito expectantes.
Chegados a uma rua imensa com prédios altos até ao céu, o pai exclama:
– É aqui no 33! 


Mafaldinha, Porto

 

2 comentários:

  1. Adoro passar aqui e me deliciar com a criatividade de todos! beijos,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) é bom ter alguém como a Chica lendo e desfrutando deste blog! Um beijinho grande

      Eliminar