19 janeiro 2013

33.333



Naquele país, se nada fizessem, quando nasciam tinham direito a 33.333 dias para viver. Se levassem a vida a sentir o sol, a olhar o mar, a levantar e ir trabalhar, a deitar e ir descansar, viviam cerca de 90 anos, simplesmente.
Mas podiam também ganhar ou perder dias: se amassem, se dissessem a verdade ou se ajudassem os outros ganhavam 3.333; se odiassem, mentissem ou fizessem mal aos outros perdiam 3.333.
O país desapareceu; morriam cedo.  

Bau Pires, Porto

Sem comentários:

Enviar um comentário