17 setembro 2012

Do Brasil, uma história dos dias de hoje

Não corresponde ao desafio nº 18, mas corresponde à nossa vida. Aqui fica:


Lá estava ela, magrinha quase raquítica, debaixo da garoa fina. Seu sorriso gigantesco que me tocou lá no fundo. “Compra doce tia?! Só um real” Os olhos grandes afundados naquele rostinho me diziam histórias que os homens do poder nunca ouviram. Não por desinteresse, mas por incapacidade de ler ou ouvir a história alheia. Somente sabem ler as cifras de suas contas bancárias. O sinal abriu e acelerei meu fusquinha, envergonhada de viver numa sociedade tão insensível.
Marisa de Goes, Brasil

Sem comentários:

Enviar um comentário