26 maio 2012

Desafio nº 6 - histórias recebidas dos dois lados do Atlântico!


Quem diria...

De dia, viam-se pouco pois cada um ia pra um lugar. 
Ele ia de metrô, ela de circular. 
Ela, professora de educação infantil,
carregava consigo lindo ar juvenil.
Ele, decorador, passava o dia indo de lá pra cá,
agenda lotada, por onde começar?
Quando ela tinha um tempinho,
pra ele ligava, demonstrando carinho.
Um dia ela em casa chegou,
jantar preparou,
por ele esperou...
...ele não voltou.
Ele a abandonou.
Por outra, ele a trocou.
Quem diria...!
Majoli Oliveira

De dia, viam-se pouco, nunca tinham tempo para estar juntos, parecia que o tempo era algo que lhes faltava, mas amor era algo que até lhes sobrava. Encontravam-se sempre à noite, à porta da casa dela, e passavam cerca de meia hora juntos. Porém  o amor resistiu a tudo, e hoje estão casados e felizes, até já têm um filho e pensam ter um segundo. Onde parecia só existir falta de tempo afinal existia amor, quem diria!
Luís Peixinho, Murtosa

De dia, viam-se pouco, resguardando-se dos olhares indiscretos. Mas mal o crepúsculo descia a cortina, abandonavam o recato das mansardas. Acendiam fogareiros e abriam pipas. As mãos se davam a outras mãos enternecidas. Ouvia-se o acordeão e o pandeiro e rompia o canto nas gargantas emudecidas. Pés febris matraqueavam a calçada e a festa tomava conta da rua, noite dentro… até chegar a madrugada. Quase pobres, pouco tinham de seu, mas… eram ricos de alegria. Quem diria...!
Carlos Alberto Silva, Leiria

De dia, viam-se pouco ou quase nada!
Um entrava, outro saía de casa  apressado.
Aquela rotina se repetia, dia após dia.
Mi e  eram seus apelidos carinhosos.
Mas à noite, tudo era bem diferente.
Pareciam se transformar em outras pessoas, amantes...
Mal se viam, faíscas de longe apareciam
Com o olhar, faminto, quase se engoliam.
Mas esperavam o mágico momento para eles...
Aguardavam ansiosos, excitados a saída do sol
Tiravam o atraso, sem Quem diria!
Chica, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

7 comentários:

  1. Pelo visto ,todos estamos adorando participar desse teu projeto lindo!! beijos, ótimo fds!chica

    ResponderEliminar
  2. Pois é, está a ser lindo! Graúdos e miúdos, pois os mais novos têm 8 anos!!! E a Chica está a escrever de onde?
    Um grande beijinho

    ResponderEliminar
  3. Margarida,

    para quando uma obra com este nome? Seria muito interessante editar algumas destas histórias, não acha?

    Seria tipo uma colectânea das 77 palavras, tal como se fazem antologias de poesia....

    Pense nisso ;)

    Aqui fica o repto!

    Bjs,

    Pedro Jardim

    ResponderEliminar
  4. Terá de se fazer, sim, mas ainda vamos no início... Tem sido mesmo giro! As idades são entre os 8 e os 75, imagine!!! Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Margarida, escrevo de Porto Alegre, Rio Grande do Sul/Brasil ( e talvez seja a mais velha blogueira,srsr 63anos)

    ResponderEliminar
  6. Que fantástico! O blogue ficou mesmo internacional!
    Não, não, já tivemos histórias de pessoas com 72 e 78!
    Eos mais pequeninos têm 7...
    Isto é lindo. Um grande beijinho

    ResponderEliminar